segunda-feira, 15 de dezembro de 2008


Ainda resta um pouco do que se perdeu... resta o cheiro permanente da lembrança e a esperança de encontrar ...o que perdi de mim não morre, fica vagando pelos fundos de meus olhos... e o que tenho e sou é a coisa que deixo em qualquer canto, descuidada...enquanto procuro quem eu era.

Nenhum comentário: