sábado, 4 de abril de 2009

Querer bem querido
Sofrer bem sofrido
Gritar bem gritado
Xingar bem xingado
Comer bem comido
Passar por todos os rídiculos dos exageros
e mesmo assim sobrar inteiros os pedaços
É viver bem vivido
O que um dia se morrido
por si já estará enterrado

2 comentários:

Luciano Fraga disse...

É, seu blog está cada dia mais bonito e poderoso, poesias de qualidade, para matar bem matado e morrer bem morrido de tanto prazer, parabéns mesmo, abraço.

Ellen disse...

Uns desfechos mui bacanas! Adorável!