terça-feira, 18 de novembro de 2008

O ruim da solidão não é estar só,

eu até gosto,

tem mais espaço na alma, tem mais oxigênio...

O ruim da solidão é o não saber voltar,

é a sede que dá no calor de se respirar.

É a fome que não mata a própria carne...

É o outro que mesmo ausente me invade.

2 comentários:

daniel mendes disse...

ESSE É UM DOS SEUS TEXTOS QUE MAIS GOSTO... VOCÊ CONSEGUE IR ALÉM DO QUE VOCÊ ESTÁ SENTINDO, SENDO EXISTENCIAL, AO SEU BOM ESTILO,MAS TAMBÉM UNIVERSAL E PRINCIPALMENTE REAL.. POR ISSO É UM BELO TEXTO.

Ellen Joyce disse...

Muito bom!!!